Nos Phones: “A Weird Exits” – Thee Oh Sees

A Thee Oh Sees este verão, presenteou-nos com mais um fantástico álbum (intitulado “Green” no Reino Unido), depois de mais uma mexida na banda agora com dois bateristas, liderados pelo John Dywer (voz, guitarra, teclas), que iniciou a carreira em 1996, músico selvagem e frenético, não pára um momento, ele marca o som de Thee Oh Sees, que nesta renovada face, é acompanhado por Tim Hellman (baixo), Ryan Moutinho (bateria) e Dan Rincon (bateria).

Correndo nas veias um som garage rock, marcadamente psicadélico, a banda originária de S. Francisco, tornou-se um marco na nova cena musical californiana, onde em 2006 lançou o seu primeiro disco.

Este é mais um dos grandes discos deste ano, sendo obrigatório não deixar de ouvir.

A Weird Exits - Thee Oh Sees

Alinhamento:

1. “Dead Man’s Gun”
2. “Ticklish Warrior”
3. “Jammed Entrance”
4. “Plastic Plant”
5. “Gelatinous Cube”
6. “Unwrap the Fiend Pt. 2”
7. “Crawl Out from the Fall Out”
8. “The Axis”

Editado em Agosto 12, 2016, pela Castle Face Records

Rodapé:

Numa entrevista em setembro de 2012 ao New York Music News, Petey Dammit explicou a filosofia da banda:

“Nós trabalhamos duro. Acho que pode parecer estranho gravarmos tantos discos, por causa da tradição na indústria fonográfica de fazer as coisas de uma certa maneira. Durante décadas tem sido meses e meses no estúdio, um lançamento por ano, tournée para cá, tournée para lá… Nós apenas fazemos o que queremos fazer. A maioria das canções foram trabalhadas até ao momento em que chegamos ao estúdio para gravá-los todos ao vivo em dois dias. Os outros dois dias no estúdio estão se divertindo escrevendo no local e se divertindo.

Para ouvir aqui: